Mathematical language in the modeling learning process in the technologic course in fashion design: a case study at a private college in Recife-PE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630422020252

Resumo

In Fashion Design, modeling requires professional knowledge of measurements, fabrics, sewing and sewing technologies, as well as knowing how to interpret basic mathematics data, shapes, trends and calculations. Therefore, mathematical concepts are relevant aspects in the processes of flat and three-dimensional modeling. This article aims to analyze, interdisciplinarily, from the student perspective, the relationship between knowledge of mathematics and modeling, in the teaching-learning process of a higher education course in Fashion Design Technology. To this end, a case study, exploratory-comparative, of a qualitative and quantitative nature was carried out in the Higher Technology Course in Fashion Design, at a private college in Recife-PE. It was found that students have a gap in relation to basic mathematical knowledge, recognize their difficulty and see interdisciplinarity as an alternative to solve this problem, because the low knowledge of Fashion Design students on mathematics interferes negatively in the adequate development of knowledge about modeling.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzana Ferreira Paulino, Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE

Doutora em Letras/Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco e University of Birmingham - Inglaterra/UK. Professora Titular I, Coordenadora do departamento de Relações Internacionais da Facipe.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 13377: medidas do corpo humano para vestuário - padrões referenciais. Rio de Janeiro: ABNT, 1995.

______. NBR 12071: artigos confeccionados para vestuário - determinação das dimensões. São Paulo: ABNT, 2002. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15127: corpo humano - definição de medidas. São Paulo: ABNT, 2004.

______. NBR 15800: vestuário - referenciais de medidas do corpo humano - vestibilidade de roupas para bebê e infantojuvenil. São Paulo: ABNT, 2009.

______. NBR 16060: vestuário - referenciais de medidas do corpo humano - vestibilidade para homens corpo tipo normal, atlético e especial. São Paulo: ABNT, 2012.

ARAÚJO, Mário de. Tecnologia do vestuário. Lisboa: Fundação Gulbenkian, 1996.

CARRAHER, Terezinha Nunes. (org.). et all. Aprender pensando: contribuições da Psicologia Cognitiva para Educação. Petrópolis: Vozes, 1994.

FEGHALI, Marta Kasznar; Dwyer Daniela. As engrenagens da moda. Rio de Janeiro: Editora Senac, 2006.

FONTOURA, Antonio Martiniano. A interdisciplinaridade e o ensino do design. Projética Revista Científica de Design. Universidade Estadual de Londrina l V.2 l N.2 l Dezembro 2011.

FRAGA, R. Blog do Ronaldo Fraga. Disponivel em: http://ronaldofraga.com/blog/?cat=3>. Acesso em: 19 de julho de 2017.

GRAVE, Maria de Fátima. A modelagem sob a ótica da Ergonomia. São Paulo: Zennex Publishing, 2009.

INSTITUTO PAULO FREIRE. Inter¬transdisciplinaridade e transdiciplinadidade. Disponível em: <http://www.institutopaulofreire.com.br>. Acesso em: 13/06/19.

LIMA, Jonathan G. de; ITALIANO, Isabel C. O ensino do design de moda: o uso da moulage como ferramenta pedagógica. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 42, n. 2, p. 477-490, abr./jun. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v42n2/1517-9702-ep-42-2-0477.pdf>. Acesso em: 11/10/2019.

MACEDO, Káritha B. de; ALVES, Andressa S. Intervenção pedagógica em modelagem: construindo a base do corpo feminino sob um novo olhar. Ensinarmode, Vol. 3, n. 1, p.060 - 073, 2594-4630, out-mai 2019.

MARTINS, Suzana Barreto. O conforto no vestuário: uma interpretação da ergonomia: metodologia de avaliação de usabilidade e conforto no vestuário. 2005. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

______. Equação da ergonomia no design de vestuário: espaço do corpo, modelagem e matérias. In: Congresso Brasileiro de Ergonomia ‐ ABERGO, 14, 2006, Curitiba ‐ PR . Anais... Curitiba: ABERGO, 2006.

SOUZA, Patrícia de M. A modelagem tridimensional como implemento do processo de desenvolvimento do produto de moda. 2006. 113 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, 2006. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/96266>. Acesso em: 11/10/2019.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Instituto Piaget. Lisboa, 2003.

______. A cabeça bem feita. Repensar a reforma repensar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

______. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2001.

______. Ciência da consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

NUNES, Terezinha; BRYANT, Peter. Crianças fazendo matemática. Tradução Sandra Costa. Porto Alegre: Artes Médicas, 2007.

PAULINO, Suzana F. Análise Crítica do Discurso Econômico Moral em Publicidades bancárias. Tese de doutorado. Universidade Federal de Pernambuco. 2015.

PIMENTA, S. G. & ANASTASIOU, L. (Org.) Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez Editora, 2002.

RADICETTI, E. Medidas antropométricas padronizadas para a indústria do vestuárino. In: Conferência industrial e de confecção. Rio de Janeiro: SENAI/CETIQT, 1999.

SABRÁ, Flávio Modelagem tecnologia em Produção de Vestuário. São Paulo Estação das letras e cores, 2009.

SOUZA, Sidney Cunha de. Introdução à tecnologia da modelagem industrial. Rio de Janeiro: SEANAI/DN, 2006.

TREPTOW, Doris. Inventando Moda: planejamento de coleção. Brusque: D.Treptow, 2013.

Downloads

Publicado

2020-06-01

Como Citar

PAULINO, S. F. Mathematical language in the modeling learning process in the technologic course in fashion design: a case study at a private college in Recife-PE. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 4, n. 2, p. 252 - 270, 2020. DOI: 10.5965/25944630422020252. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/17748. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Versão em língua estrangeira