O DESENHO DE MODA E A EDUCAÇÃO PELO SENSÍVEL: ANÁLISE DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA

Autores

  • Lucas da Rosa Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)
  • Valdecir Babinski Júnior Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)
  • Icléia Silveira Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630322019096

Resumo

O presente artigo constitui-se como análise de uma prática pedagógica aplicada na unidade curricular “Ilustração de Moda”, disciplina do quarto módulo do Curso Técnico subsequente em Produção e Design de Moda, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Campus Jaraguá do Sul – Centro. Relata-se a prática realizada a partir de etapas subdivididas nas seguintes ações e atividades: (1) Refletir; (1.1) Coletar; (1.2) Categorizar; (1.3) Caracterizar; e (2) Desmistificar. Para tanto, pela metodologia empregada, este artigo apresenta-se como aplicado, descritivo, qualitativo e de campo. Quanto aos procedimentos técnicos envolvidos, entende-se o como bibliográfico e como pesquisa participativa. A análise da experiência relatada utiliza os fundamentos teóricos abordados por Head (1958), Duarte-Júnior (1981), Pineau (2000), Pillotto (2007) e Alexandroff (2010), quanto à educação pelo sensível, por meio de seis categorias: (i) “Experiência humana”; (ii) “Imagem da memória”; (iii) “Lógica e racionalidade”; (iv) “Comunicação sensível”; (v) “Ato criador”; e (vi) “Percepção”. Infere-se que a prática pedagógica relatada teve assertividade quanto à sensibilização dos estudantes da turma para com o desenho de moda, mas manteve-se em grande parte do tempo no campo da racionalidade e da lógica. Ainda que estas não sejam negadas na educação pelo sensível, a entrada de sensações foi limitada pelo uso de sentidos específicos: visão e audição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas da Rosa, Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)

Doutor em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Puc-Rio (2012). Mestre em Educação e Cultura pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Udesc (2005), e especialista em Moda: Criação e Produção (2002) pela mesma universidade. Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC (2000). É professor efetivo da Udesc, na qual ministra aulas no bacharelado em moda e no Programa de Pós-Graduação em Design de Vestuário e Moda (PPGModa/Udesc).

Valdecir Babinski Júnior, Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Design de Vestuário e Moda (PPGModa) da Universidade do Estado de Santa Catarina, Udesc. Especialista em Marketing pela Universidade de São Paulo (2018). Graduado em moda, com habilitação em design de moda pela Udesc (2014).

Icléia Silveira, Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)

Doutora em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Puc-Rio (2011). Mestre em Engenharia da Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC (2003), e especialista em Atuação Docente em Nível Superior (1980) pela mesma universidade. Também especialista em Moda pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Udesc (1992). Licenciada em Geografia pela UFSC (1976). É professora efetiva da Udesc, na qual ministra aulas no bacharelado em moda e no Programa de Pós-Graduação em Design de Vestuário e Moda (PPGModa/Udesc), programa no qual é coordenadora.

Referências

ALEXANDROFF, Marlene Coelho. Os caminhos paralelos do desenvolvimento do desenho e da escrita. Construção Psicopedagógica, São Paulo, v. 18, n. 17, p. 20-41, dez. 2010. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-69542010000200003>. Acesso em: 29 mar. 2018.

CEFET-SC – CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA. Plano de curso técnico em Produção de Moda. Jaraguá do Sul: CEFET-SC, 2008.

DUARTE JÚNIOR, João-francisco. Fundamentos estéticos da educação. São Paulo: Editora Cortez Autores Associados, 1981. (Coleção educação contemporânea). Disponível em: https://pt.scribd.com/doc/65992869/Fundamentos-Esteticos-da-Educacao. Acesso em: 17 ago. 2018.

TRAN, Eris. Eris Tran on behance. 2018. Disponível em: <https://www.behance.net/ErisTran>. Acesso em: 13 mar. 2019.

HEAD, Herbert Edward. A educação pela arte. São Paulo: Martins Fontes, 1958. Tradução de Ana Maria Rabaça e Luis Filipe S. Teixeira.

PILLOTTO, Silvia Sell Duarte. Educação pelo sensível. Revista de Letras, Artes e Comunicação, Blumenau, v. 1, n. 2, p.113-127, maio-ago. 2007. Disponível em: <http://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/683/599>. Acesso em: 05 dez. 2018.

PINEAU, Gaston. O sentido do sentido. In: BASARAB, Nicolescu et al. Educação e transdisciplinaridade. Brasília: Unesco, 2000. p. 31-56. Tradução de: Judite Vero, Maria F. de Mello e Américo Sommerman.

PLECH, Mim. Ilustradores incríveis: Hayden Williams. 2014. Disponível em: <http://mimiquices.com/ilustradores-haydenwilliams/>. Acesso em: 13 mar. 2019.

RAMOS, Marise Nogueira. O estudo de saberes profissionais na perspectiva etnográfica: contribuições teórico-metodológicas. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 30, n. 4, p.105-125, out.-dez. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v30n4/06.pdf. Acesso em: 05 ago. 2018.

SINGH, Sara. Sara Singh: Portfolio Four. 2019. Disponível em: <https://www.sarasingh.com/four>. Acesso em: 13 mar. 2019.

Downloads

Publicado

2019-11-28

Como Citar

ROSA, L. da; BABINSKI JÚNIOR, V.; SILVEIRA, I. O DESENHO DE MODA E A EDUCAÇÃO PELO SENSÍVEL: ANÁLISE DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 3, n. 2, p. 096 - 110, 2019. DOI: 10.5965/25944630322019096. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/14980. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Aberturas Transversais