Loucura, hospital, comunidade: Um estudo sobre as representações sociais<br>Madness, Hospital, Community: A Study of Social Representations

Autores

  • Marta Corrêa de Moraes
  • Leandro Castro Oltramari

Resumo

Esta pesquisa investigou a relação entre o Hospital Psiquiátrico – Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina e sua comunidade, no sentido de resgatar as representações sociais que os sujeitos que vivem próximos têm acerca desta instituição, assim como sobre a loucura. Para isso, utilizou-se uma amostra aleatória de dez moradoras, as quais foram submetidas a uma entrevista estruturada, empregando análise de conteúdo como referência. As entrevistas evidenciaram uma representação social do hospital como um lugar de tratamento, onde muitos sofredores psíquicos ficam internados devido ao descaso de seus familiares. Atrelado a isso, pode-se sugerir que as explicações sobre o que seja loucura se caracterizaram, nesta comunidade, por uma compreensão biológica do fenômeno, aparecendo, ainda, nas respostas, indícios de que a população não se preocupa em morar próxima ao hospital e com os pacientes que “transitam” pela comunidade, pelo fato de que pacientes conhecidos não causam medo aos moradores.

Palavras-chave: Hospital Psiquiátrico, Representações Sociais, Loucura, Comunidade.

Abstract: This study investigated the relation between the Psychiatric Hospital – Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina, and its surrounding community. The main objective was to identify the social representations that the subjects who live near the hospital have about this institution and the concept of madness. The method consisted of selecting a random sample of ten female neighbors, with whom were conducted structured interviews that were submit to a content analysis. The interviews revealed a social representation of the hospital as a place for treatment, where patients are kept only because their relatives do not care about them. In this sense, we may suggest that the explanations given about the concept of madness in this community may be characterized by a biological understanding of the phenomenon. In addition, the responses indicate that the population is not concerned about living near the hospital or with the patients who circulate in the neighborhood, because the patients who are known, do not frighten the neighbors.

Keywords:Psychiatric Hospital, Social Representations, Madness, Community.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-03-13

Como Citar

CORRÊA DE MORAES, M.; CASTRO OLTRAMARI, L. Loucura, hospital, comunidade: Um estudo sobre as representações sociais<br>Madness, Hospital, Community: A Study of Social Representations. PerCursos, Florianópolis, v. 6, n. 2, 2007. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1446. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua