O Cuidado de Si em Michel Foucault

Autores

  • RODRIGO DIAZ DE VIVAR Y SOLER UFSC

Resumo

O presente artigo corresponde ao estudo teórico sobre a ética do cuidado de si em Michel Foucault. Na realidade, trata-se de uma minuciosa análise do cuidado de si do seu esplendor, ou seja, os dois primeiros séculos de nossa era. De acordo com Foucault, nesse período histórico houve uma profusão do que ele chama de “práticas de si” presentes em diversas prescrições elaboradas por pensadores como Sêneca e Marco Aurélio. Do diagnóstico histórico dessas práticas de si, o artigo dedica suas reflexões à tentativa de situar as ressonâncias desse cuidado na contemporaneidade, particularmente na experiência histórica e ontológica da amizade como modo de vida. Com base na bibliografia consultada, podemos afirmar ser necessário romper com o conceito de subjetividade pautado na abstração, em defesa de uma ética do sujeito respaldada em valores concretos, permitindo, assim, que criemos rotas de fuga, permitindo-nos novos modos de viver e pensar a nós mesmos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

RODRIGO DIAZ DE VIVAR Y SOLER, UFSC

Bacharel em Psicologia pela UNESC.

Downloads

Publicado

2009-08-07

Como Citar

DIAZ DE VIVAR Y SOLER, R. O Cuidado de Si em Michel Foucault. PerCursos, Florianópolis, v. 9, n. 2, p. p. 59 - 70, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1572. Acesso em: 25 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua