Dos Barrocos Vários ou o Barroco em Questão

Autores

  • Edson Costa Duarte UNICAMP

Resumo

Neste ensaio, discutiremos algumas questões relacionadas ao barroco, assim como as análises de alguns críticos sobre o conceito, sem a intenção de fecharmos nenhuma posição sobre o problema, porque acreditamos ser isto uma atitude crítica redutora. Nosso intuito é perseguir algumas hipóteses sobre a representação na arte barroca, pensar em marcas estéticas confluindo para um modo de apreensão do real. Houve teóricos que pensaram o barroco enquanto categoria histórica e outros que o entenderam como categoria transhistórica. Neste pólo, o escritor cubano Severo Sarduy será o primeiro a utilizar o conceito de neobarroco. Nas duas posições teóricas temos ainda questões outras que permeiam a análise feita pelos diversos teóricos, formando uma rede interpretativa que se prolifera infinitamente. Há, por fim, a leitura de João Adolfo Hansen que afirma que não há sentido em falar em “barroco”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Costa Duarte, UNICAMP

Possui graduação em Letras / Unicamp (1988 - 1991), mestrado em Teoria Literária / Unicamp (1992 - 1996), doutorado em Teoria Literária / UFSC (2002 - 2006) e atualmente faz pós-doutorado na Unicamp, com supervisão do prof. Dr. Jorge Coli.

Downloads

Publicado

2008-05-29

Como Citar

COSTA DUARTE, E. Dos Barrocos Vários ou o Barroco em Questão. PerCursos, Florianópolis, v. 9, n. 2, p. p. 85 - 99, 2008. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1564. Acesso em: 25 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua