Ordem e Progresso, Civilização e Barbárie. Perón, Vargas e Positivismo. (Argentina-Brasil, 1930-1955) <br> Order and Progress, Civilization and Barbarity. Perón, Vargas and Positivism. (Argentina-Brazil, 1930-1955)

Autores

  • Mônica Sol Glik Universidad Autônoma de Madrid - Espanha

Resumo

O trabalho que ora se apresenta visa comparar as respectivas práticas discursivas de Getúlio Vargas e de Juan Domingo Perón. Para isto, cartas, escritos doutrinários e pronunciamentos públicos produzidos por ambos foram comparados entre si, e á luz do pensamento do positivista francês Augusto Comte - a cuja doutrina Vargas aderia. Parte da pesquisa documental foi realizada na cidade de Buenos Aires, onde também foram entrevistados historiadores argentinos, cuja colaboração facilitou a contextualização do ambiente histórico do período em estudo. Procurando se afastar do conceito de populismo enunciado pela sociologia clássica, recusa os seus pressupostos de alienação popular e manipulação das massas por parte de grupos dominantes. Sob uma perspectiva teórica vinculada á Antropologia Cultural, investiga-se a provável existência de um sentimento popular anti-ilustracionista na Argentina anterior a Perón, a partir do discurso fundador do modelo de Sarmiento, Civilização e Barbárie; por um lado, e de uma construção ideológico-discursiva do positivismo social entre os políticos gaúchos ligados a Getúlio Vargas, pelo outro. Ambos os governos seguiram uma política de conciliação de classes, da qual Perón se afastou em momentos de declarada hostilidade entre setores sociais, entre os quais a Igreja Católica. A leitura das fontes aponta para a mestiçagem das idéias, por processos de circulação e apropriação, sob uma perspectiva na qual as fronteiras são construções históricas. Este trabalho sinaliza para a realização de futuras pesquisas no âmbito da cultura política, e aponta para o interesse na elaboração de estudos comparativos.

Palavras-Chave: Perón. Vargas. Positivismo.

Abstract: This work aims at to compare respective the speeches of Getúlio Vargas and Juan Domingo Perón. For this, doctrinal letters, writings and public uprisings produced by both had been compared between itself, of the thought of the french August Comte - whose doctrine Vargas adhered. Part of the documentary research was carried through in the city of Buenos Aires, where Argentine historians had been also interviewed, whose contribution facilitated the reconstruction of the historical environment of the period in study. Looking for to move away from the concept of Populism enunciated for classic sociology, it refuses its estimated of popular alienation and manipulation of the masses on the part of dominant groups. In accordance with theoretical perspective of Cultural Anthropology, it is investigated probable existence of a popular feeling in Argentina before Perón, from the founding speech of the model of Sarmiento, Civilization and Barbarity; and of an ideological-speech construction of the social positivism it enters the politicians on gauchos the Getúlio Vargas. Both the governments had followed one politics of conciliation of class, and Perón if it moved away at moments of declared hostility between social sectors, between which the Catholicism. The reading of the sources points with respect to the mixture of the ideas, for processes of circulation and appropriation, in accorded with the perspective in which the borders are historical constructions. This work signals for the accomplishment of future research in the scope of the culture politics, and points with respect to the interest in the elaboration of comparative studies.

Key-Words: Perón. Vargas. Positivism.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-08-21

Como Citar

SOL GLIK, M. Ordem e Progresso, Civilização e Barbárie. Perón, Vargas e Positivismo. (Argentina-Brasil, 1930-1955) <br> Order and Progress, Civilization and Barbarity. Perón, Vargas and Positivism. (Argentina-Brazil, 1930-1955). PerCursos, Florianópolis, v. 7, n. 2, 2007. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1524. Acesso em: 20 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua