Objetos da modernidade: a Escola Caetano de Campos e seu jardim de infância – São Paulo (1890-1920)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723824542023431

Palavras-chave:

cultura material escolar, Escola Caetano de Campos, modernidade, São Paulo, república

Resumo

A Escola Caetano de Campos assumiu preponderante papel na renovação do ensino pré-escolar e primário paulistano nos anos iniciais da República. Tendo em vista os objetos pedagógicos introduzidos como fundamentais para a modernidade da época, o objetivo deste artigo é compreender as inovações na organização e composição da cultura material escolar que caracterizou essa instituição. Busca-se refletir sobre as finalidades e sentidos que a provisão material adquiriu na organização desse estabelecimento percebendo o modo como os objetos deram materialidade aos projetos de renovação educacional no Estado de São Paulo. Privilegia-se como procedimentos, além de revisão bibliográfica, a análise de impressos pedagógicos destinados ao professorado paulista, como as revistas “Jardim de Infância” (1896-1897), “Ensino” (1912) e “Eschola Pública” (1893) e os documentos oficiais da  Escola Caetano de Campos encontrados no acervo do APESP – (Arquivo Público do Estado de São Paulo) e  no CRE – (Centro de Referência em Educação Mário Covas), em especial, o Catálogo de Instrumentos para  Ciências Naturais da Maison Emile Deyrolle (1931). Em termos teóricos, utiliza-se como aporte para o exercício analítico dessas fontes, as referências de Agustín Escolano Benito (2010, 2017), Dominique Julia (2001) e da historiografia brasileira especializada no tema da cultura material escolar, Castro (2013); Panizzolo (2011, 2013); Petry (2013) e Souza (2007, 2021). Conclui-se que os artefatos presentes nessa instituição tiveram por objetivo prover, além de modos de produção da vida material escolar, a produção/reprodução de valores para se atingir ideais de modernidade e cientificidade contribuindo para disseminar uma determinada concepção de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AIRD, Maitê Custódio Rios. O Jardim da Infância Público anexo à Escola Normal da Praça: um estudo sobre o gênero (1896-1926). 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10468. Acesso em: 09. jun. 2021.

AMERICANO, Jorge. São Paulo naquele tempo: 1895-1915. São Paulo: Melhoramentos, 2004.

ANNUARIO DO ENSINO DO ESTADO DE SÃO PAULO (1907-1908). Publicação organizada pela Inspectoria Geral do Ensino por ordem do Governo do Estado, São Paulo: Augusto Siqueira & C., [1908].

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da educação. São Paulo: Moderna, 2006.

CARVALHO, Marta Maria Chagas de. A Escola e a república e outros ensaios. Bragança Paulista: USF, 2003.

CASTRO, César Augusto (org.). Cultura material escolar: a escola e seus artefatos (MA, SP, PR, SC e RS, 1870-1925). 2. ed. São Luís: EDUFMA: Café & Lápis, 2013.

ESCOLANO BENITO, Augustín. Patrimonio material de La escuela e história cultural. Revista Linhas, Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 13, 28, jul./dez., 2010. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/2125. Acesso em 09. jun. 2021.

ESCOLANO BENITO, Augustín. A escola como cultura: experiência, memória e arqueologia. Campinas: Alínea, 2017.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-44, 2001. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rbhe/article/view/38749. Acesso em 09. jun. 2021.

KUHLMANN JÚNIOR, Moisés. O Jardim de Infância Caetano de Campos. In: REIS, Maria Cândida Delgado. Caetano de Campos: fragmentos da história da instrução pública em São Paulo. São Paulo, 1994. p. 61-72.

MONARCHA, Carlos. Escola Normal da praça: o lado noturno das luzes. Campinas: UNICAMP, 1999.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na Primeira República. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

O JARDIM, de infância. Revista do jardim da infância. V I. São Paulo: Espínola, Siqueira & Comp., 1896. p. 72-73. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/131071. Acesso em 09. jun. 2021.

PANIZZOLO, Cláudia. A propagação dos modernos preceitos pedagógicos: materiais, métodos e práticas nas escolas paulistas em fins do século XIX. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 7, 2013, Cuiabá. Anais [...]. Cuiabá: Sociedade Brasileira de História da Educação, 2013, p. 1-15.

PANIZZOLO, Cláudia. Civilizar, educar e instruir: a infância impressa nos livros de leitura. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 26, 2011, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: [s. n.], jul. 2011.

PETRY, Marília Gabriela. Dá recolha a exposição: a constituição de museus escolares em escolas públicas primárias de Santa Catarina (Brasil 1911- 1952). 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

PRESTES, Gabriel. Relatório da Escola Normal apresentado ao Sr. Dr. Alfredo Pujol M.D. São Paulo: Typografia do Diário Official, 1896.

PRESTES, Gabriel. Relatório da Escola Normal apresentado ao Sr. Dr. Cesário Motta Júnior. São Paulo: Typografia do Diário Official, 1894.

SÃO PAULO (Estado). Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Lei n° 81 de 6 de abril de 1887. São Paulo, SP: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, 1887. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1887/lei-81-06.04.1887.html. Acesso em 09. jun. 2021.

SÃO PAULO (Estado). Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Lei n° 88 de 8 de setembro de 1892. São Paulo, SP: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, 1892. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1892/lei-88-08.09.1892.html. Acesso em 09 jun. 2021.

SÃO PAULO (Estado). Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Decreto nº 397, de 9 de outubro de 1896. São Paulo, SP: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, 1896. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/1896/decreto-397-09.10.1896.html. Acesso em 09 jun. 2021.

SANTOS, Luana Grazielle dos. Cartilha da infancia, de Thomaz Galhardo (1855-1904). In: MORTATTI, Maria do Rosátio Longo et al. (org.). Sujeitos da história do ensino de leitura e escrita no Brasil. São Paulo: Editora UNESP, 2015. p. 23-33.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação [online], Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 143-155, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n40/v14n40a12.pdf.Acesso em: 09 jun. 2021.

SILVA, Camila Marchi da. Museus escolares no Estado de São Paulo (1879-1942). 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

SOUZA, Rosa Fátima de. História da Cultura Material escolar: um balanço inicial. In: BENCOSTTA, Marcus. Levy. (org.). Culturas escolares, saberes e práticas educativas: itinerários históricos. São Paulo: Cortez: 2007. p. 163-189.

SOUZA, Rosa Fátima de. Templos de civilização: a implantação da Escola Primária graduada no estado de São Paulo (1890-1910). São Paulo: Editora UNESP, 1998.

SOUZA, Rosa Fátima de. Alicerces da Pátria: história da Escola Primária no Estado de São Paulo (1890-1976). Campinas, SP: Mercado das Letras, 2009.

SOUZA, Rosa Fátima de. Objetos de ensino: a renovação pedagógica e material da escola primária no Brasil, no século XX. Educar em Revista, Curitiba, n. 49, p. 103-120, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n49/a07n49.pdf. Acesso em 10 jun. 2021.

SCHELBAUER, Analete Regina. A Constituição do Método de Ensino Intuitivo na Província de São Paulo (1870 – 1889). 2003. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

TANURI, Leonor Maria. O ensino normal no Estado de São Paulo: 1890-1930. São Paulo: USP, 1979.

TOLOSA, Benedito Maria. Primeiras Lições de Desenho. Revista a Eschola Pública. São Paulo: [s. n.], 1893. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/133603. Acesso em 09. jun. 2021.

VALDEMARIN, Vera Teresa. Estudando as lições de coisas: análise dos fundamentos filosóficos do método de ensino intuitivo. Campinas: Autores Associados, 2004.

Downloads

Publicado

2023-03-20

Como Citar

SOUZA, Eduardo de. Objetos da modernidade: a Escola Caetano de Campos e seu jardim de infância – São Paulo (1890-1920). Revista Linhas, Florianópolis, v. 24, n. 54, p. 431–462, 2023. DOI: 10.5965/1984723824542023431. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/20853. Acesso em: 24 maio. 2024.