A pintura em pânico, a fotomontagem e a pós-modernidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312915252020e0012

Palavras-chave:

Fotografia - Efeitos especiais, Fotomontagem, Lima, Jorge de, 1893-1953

Resumo

Observando as indicações de Erwin Panofsky (1955) sobre o modo pelo qual uma obra de arte pode ser interpretada, este artigo propõe uma aproximação entre o livro de fotomontagens A pintura em pânico (1943), do poeta Jorge de Lima (1893-1953), e o conceito de pós-modernidade desenvolvido por Gianni Vattimo em A sociedade transparente (1989). Para tanto, contextualiza-se a fotomontagem de vanguarda como uma subversão do próprio princípio fotográfico enquanto análogo da realidade, e ainda como uma afronta à pintura enquanto método canônico de composição pictórica. Recorre-se ainda, à aproximação estabelecida por Gianni Vattimo entre os conceitos de shock em Walter Benjamin (1955), e o stoss de Martin Heidegger (1977), para sugerir que a fotomontagem transcendeu o periodo no qual surgiu e funciona como uma espécie de analogia à condição pós-moderna, que é, sobretudo, multiforme.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lorena Machado Macêdo Oliveira, Universidade do Estado do Amazonas

Discente do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Letras e Artes da Universidade do Estado do Amazonas (PPGLA/UEA). Possui graduação em Artes Visuais (Licenciatura) pela Universidade Federal do Amazonas (2018). É integrante do grupo de pesquisa «Investigações sobre memória cultural em artes e literatura - MemoCult», do Programa de Pós-graduação em Letras e Artes da UEA.

Luciane Viana Barros Páscoa, Universidade do Estado do Amazonas

Possui graduação em Artes Plásticas (Licenciatura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992), graduação em Música (Licenciatura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1993), mestrado em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997) e doutorado em História Cultural pela Universidade do Porto (2006). Atualmente é professora adjunta da Universidade do Estado do Amazonas e coordenadora do Programa de Pós-graduação em Letras e Artes. No curso de Música ocupa as cadeiras de História da Arte e Filosofia da Arte. Ainda nesta instituição, realiza atividade de pesquisa no Laboratório de Musicologia e História Cultural, no qual coordena a área de projetos, dentre os quais se destacam patrocínios importantes junto a instituições de projeção nacional, como Petrobras, com o projeto «Ópera na Amazônia no período da borracha (1850-1910)". É líder do grupo de pesquisa «Investigações sobre memória cultural em artes e literatura - MemoCult», do Programa de Pós-graduação em Letras e Artes da UEA. É líder grupo de trabalho do Ridim-Brasil (Repertório Internacional de Iconografia Musical) no Amazonas. É autora do livro Artes Plásticas no Amazonas: o Clube da Madrugada, Editora Valer (2011) e do livro Álvaro Páscoa: o golpe fundo, Edua (2012). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Estética e História da Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: artes visuais, história da arte, teoria da arte, Manaus, Amazonas, arte luso-brasileira, iconografia musical, iconologia, arte contemporânea, fotografia, arte nos séculos XIX e XX.

Referências

ADES, D. Photomontage. New York: Pantheon Books, 1976.

AMARAL JR., A. Jorge de Lima, fotógrafo supra-realista. O Cruzeiro, Rio de Janeiro, n. 36, 9 jul. 1938, p. 5 e p. 12. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/003581/23298. Acesso em: 25 fev. 2020.

ASSUNÇÃO, T. R. Fotomontagem e colagem poética em Jorge de Lima. Éspeculo: revista de estudios literários, Madri, ano 10, n. 31, nov.- fev., 2005-2006. Disponível em: http://www.ucm.es/info/especulo/numero31/jorlima.html. Acesso em: 02 mar. 2020.

BENJAMIN, W. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. 1955. Website PhilArchive. Disponível em: https://philarchive.org/archive/DIATAT Acesso em: 27 fev. 2020.

ERNST, M. The Hundred Headless Woman (La Femme 100 têtes), 1929. Website MoMA. Disponível em: https://www.moma.org/collection/works/229544 Acesso em: 12. mar. 2020.

EXPOSIÇÃO CAIXA CULTURAL RIO. A Pintura em Pânico: fotomontagens Jorge de Lima. Rio de Janeiro, 15 mar. - 03 maio, 2010. Website Rio & Cultura. Disponível em: http://www.rioecultura.com.br/expo/expo_resultado2.asp?expo_cod=1486. Acesso em: 28 fev. 2020.

FABRIS, A. Fotomontagem e surrealismo: Jorge de Lima. Revista USP, São Paulo, n. 55, p. 143-151, 30 nov. 2002. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i55p143-151. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/35154 Acesso em: 20 fev. 2020.

FABRIS, A. O desafio do olhar: fotografia e artes visuais no período das vanguardas históricas. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2011. v.2

FERNANDES, M. L. B. R. A Fotomontagem no Seculo XIX: da mecânica à narratologia. Revista Rhetorikê, Portugal, n. 4, p. 37-76, maio de 2012. Disponível em: http://www.rhetorike.ubi.pt/04/pdf/Rhetorike-04-03-fernandes.pdf. Acesso em: 19 fev. 2020.

HEIDEGGER, M. A origem da obra de arte. Lisboa: Edições 70, 1977.

LIMA, J. de. A pintura em pânico. Rio de Janeiro: [s. n.], 1943.

LYOTARD, J.-F. A condição pós-moderna. São Paulo: José Olympio, 1986.

MACHADO, L. Fotografia da capa do original n.177 de A pintura em pânico (1943). Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin.

MONTEJO NAVAS, A. Fotografia e poesia (afinidades eletivas). São Paulo: Ubu Editora, 2017.

PANOFSKY, E. O Significado nas artes visuais. São Paulo: Perspectiva, 2014.

SACCHETTIN, P. A pintura em pânico: fotomontagens de Jorge de Lima. 2018. Tese (Doutorado em História) - Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331878. Acesso em: 25 fev. 2020.

VATTIMO, Gianni. A sociedade transparente. Lisboa: Relógio D’água, 1992.

Publicado

2020-09-22

Como Citar

OLIVEIRA, L. M. M.; PÁSCOA, L. V. B. A pintura em pânico, a fotomontagem e a pós-modernidade. DAPesquisa, Florianópolis, v. 15, p. 01-19, 2020. DOI: 10.5965/1808312915252020e0012. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/17149. Acesso em: 18 abr. 2021.